Entries from August 2017 ↓

Porque eu defendo que Anarquismo é de esquerda

Mensagem do autor: apesar dos vários outros textos no blog, textos que considero mais importantes, esse aqui tem visitação quase diária graças ao status que alcançou de lenha para treta de Facebook, enquanto os outros são ignorados. Dado o desvio que ele causou no foco das discussões, seria melhor que eu nunca o tivesse escrito. Há coisas mais importantes para a promoção da autonomia popular do que debates teóricos de conceitos históricos, principalmente quando tais debates só existem para um anarquista de internet tentar provar que é mais anarquista que outro anarquista de internet, independente de você discordar ou concordar com o que digo. 16/03/2018

Esses revolucionários franceses sabiam mesmo se divertir! Pena que chegavam a perder a cabeça...

Esses revolucionários franceses sabiam mesmo se divertir! Pena que chegavam a perder a cabeça…

Esse post vai bater de frente com a primeira postagem que eu fiz nesse blog (tecnicamente, a segunda). Mais à frente eu amarro essas pontas.

É comum hoje que pessoas digam que Anarquismo não é de esquerda e nem de direita. Eu já considerei tal possibilidade enquanto ninguém me dava bons motivos para pensar algo diferente. Mas cheguei à minha própria conclusão e vou responder aqui rapidamente porque eu digo que Anarquismo é de esquerda.

Continue reading →

Barreiras para a união das lutas

Os movimentos identitários são muito importantes por atacar problemas mais específicos que costumam ser eclipsados por pautas mais gerais, porém o discurso que eles vêm usando é péssimo por motivos que destacarei aqui.

Continue reading →

Resposta a quem diz “imposto é roubo!”:

Vem cá, vão continuar com essa palhaçada de propriedade privada? Então, enquanto tiver propriedade privada, vai ter a porra do imposto, sim! O dia em que todo mundo perceber que o pior roubo da história da humanidade, o roubo original, é a propriedade privada, o imposto poderá acabar. Até lá, fiquem lançando palavras ao vento.

E viva o matriarcado comunal do Anarquismo das Avós, porque na casa da vovó, ninguém passa fome! Abasteçamos sempre as vovós para que ninguém mais passe fome!